Pedido de Orçamento

Como se tornar mais grato e por que isso lhe tornará mais feliz, saudável e resiliente

Envie seus dados. Nós respondemos!
  • Clique no link abaixo para fazer a verificação antes de enviar o formulário.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Comprar

Como se tornar mais grato e por que isso lhe tornará mais feliz, saudável e resiliente

Para comprar vá até a nossa loja.
  • Localização
  • Horário de Atendimento:
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695

Enviar Mensagem

Envie uma mensagem. Nós respondemos!
  • Clique no link abaixo para fazer a verificação antes de enviar o formulário.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Agendar

  • O agendamento se dará de acordo com a disponibilidade. Retornamos para confirmar.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Regras

Leia as Regras
  • Se preferir entre em contato com a gente.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Horário de Atendimento:

Guia de Associados

Segmentos
Marília do Bem
  • Conteúdo

menu

Saúde

Como se tornar mais grato e por que isso lhe tornará mais feliz, saudável e resiliente

Segundo especialista, sensação acende neurotransmissores "da felicidade" e diminui hormônios do estresse ler

21 de maio de 2022 - 19:00

Muitos de nós deveríamos estar em um estado perpétuo de gratidão, sugerem alguns especialistas. Isso porque a sensação de ser grato pode ser benéfica para o cérebro.

Quais destas opções você tem à sua disposição agora? Família. Amigos. Amor. Saúde. Livre da guerra e de desastres naturais. Imaginação. Comunidade. Um teto sobre nossas cabeças. Decência comum. Esperança. Oportunidade. Recordações. Estabilidade financeira. Lugares favoritos. Dias de folga do trabalho. Bom tempo. A era de ouro da televisão. Livros. Música. Sorvete. Finais de semana. Uma troca amigável. Algo bom que aconteceu hoje. Algo ruim que não aconteceu hoje. Uma boa xícara de café.

Você pode não ter tudo o que deseja (ou mesmo que precisa) da minha lista ou da sua, mas isso provavelmente ainda deixa baldes – e não contêineres de navios– cheios de itens tangíveis e conceituais pelos quais ser grato.

As coisas sempre podem ser melhores, mas sempre podem ser piores também. Muitas vezes depende de como você olha para aquele copo de água proverbial, se está meio vazio ou meio cheio.

Para ter um contato melhor com a gratidão –e obter os benefícios que isso traz para a saúde– o truque é encontrar maneiras fáceis de contar as bênçãos com mais frequência do que, digamos, durante um jantar anual de alguma celebração. Mantenha sua gratidão borbulhando no primeiro plano de sua mente e você aumentará sua apreciação geral da vida.

Tente ser mais grato pelas pequenas coisas mundanas que lhe dão alegria e significado, assim como pelas grandes. Reconhecer apenas um punhado delas por dia irá beneficiá-lo, e existem maneiras de tornar isso um hábito.

Grato = saudável

Talvez o benefício mais óbvio das demonstrações de gratidão seja que elas estão intimamente ligadas ao aumento dos sentimentos de felicidade –tanto para os doadores quanto para os receptores.

Em um episódio do podcast da CNN Chasing Life, o Dr. Sanjay Gupta entrevistou Christina Costa, professora e doutoranda da Universidade de Michigan, que estudou neurociência e psicologia. Ela explicou como você pode ver a gratidão em exames cerebrais.

A sensação acende os neurotransmissores do “sentir-se bem” da dopamina e da serotonina, que Gupta apontou também que diminuem hormônios como o cortisol, associado ao estresse. “As reações do neurotransmissor são bastante imediatas”, disse Costa.

“É difícil se sentir mal quando você está focando em alguém por quem você é tão grato, algo que mudou sua vida ou algo que está indo muito bem hoje”.

A resiliência, incluindo a capacidade de lidar com o estresse e o trauma, também está correlacionada com a gratidão. Estudos mostraram que contar bênçãos foi um fator no gerenciamento do estresse pós-traumático para veteranos da Guerra do Vietnã e uma estratégia eficaz de enfrentamento para muitos após os ataques terroristas de 11 de setembro.

Outras pesquisas mostram que quanto mais grato você é, mais provável é que demonstre paciência e autocontrole.

Pode até ser bom para casamentos e relacionamentos: casais bons em demonstrar gratidão tendem a ser “mais comprometidos e mais propensos a permanecer em seus relacionamentos ao longo do tempo”. Nossos melhores eus, ao que parece, são nossos eus mais agradecidos.

Estudos mostraram que a gratidão também pode influenciar indiretamente a saúde física. “A gratidão fortalece seu sistema imunológico e ajuda você a sentir menos dor”, disse Costa.

Aqueles que têm “gratidão disposicional”  –definida por um estudo como “parte de uma orientação de vida mais ampla para perceber e apreciar o positivo no mundo”– são mais propensos a relatar boa saúde física, propensão a atividades saudáveis e disposição para procurar ajuda para problemas de saúde.

Em outro estudo, os adolescentes de Nova York classificados como os mais agradecidos de suas classes –definidos por “ter uma disposição e humor que lhes permitiam responder positivamente às boas pessoas e coisas em suas vidas”– eram menos propensos ao uso de drogas e álcool.

Os benefícios de ter mais gratidão também se correlacionaram com os benefícios para o coração entre os pacientes que sofreram de insuficiência cardíaca.

Ser grato pode até te dar uma noite de sono melhor. De acordo com uma pesquisa envolvendo estudantes universitários que instituíram vários métodos para aumentar a gratidão, como um diário de gratidão, eles se preocupavam menos na hora de dormir, além de dormirem mais e melhor.

Em outro estudo, adultos no Reino Unido (40% dos quais tinham distúrbios do sono) relataram que pensar sobre o que são gratos à noite levou a adormecerem mais rápido e a permanecerem dormindo por mais tempo.

Convencido? Vamos para a parte divertida.

Como elevar seu CG (coeficiente de gratidão)

Atualmente, estou conduzindo dois experimentos de aumento de gratidão completamente não-científicos. Por quase dois anos, tenho mantido um diário de gratidão. E nos últimos cinco anos, mais ou menos, minha família se envolveu em um ritual de jantar chamado “Rosas, espinhos e botões”, que traz à tona os mesmos detalhes.

Muito tem sido escrito sobre esses e outros experimentos de agradecimento, e deve-se notar que não existem regras ou mesmo padrões que os regem. Estamos em um território de ciência muito, muito suave aqui. Mas pesquisas confiáveis mostram que tudo o que você faz para aumentar a gratidão compensa; Então vale a pena descobrir o que é fácil, agradável e eficaz para você.

Um diário de gratidão não precisa ser mais complicado do que manter um caderno ao lado da cama e começar o hábito noturno de anotar quem e pelo que você foi grato naquele dia. O registro no diário foi o método padrão para alguns dos estudos citados acima, portanto, essa é uma opção simples, mas eficaz.

Estou chegando a dois anos tentando este modo, e adicionei mais uma coisa que você pode querer considerar. Depois de um ano, reservei um tempo para somar todas as menções. Minha esposa e filhos estavam, previsivelmente, no topo, me lembrando como são importantes.

Mas fiquei surpreso ao ver que colegas de trabalho, vizinhos e um parque da cidade tiveram uma classificação alta.

Foi útil para mim revisar dessa maneira, porque quando vejo essas pessoas, tenho essa camada adicional de sentimento positivo sobre elas na vanguarda da minha mente. É difícil ficar aborrecido com alguém quando você pensa: “Muitas vezes sou grato por essa pessoa”.

Foi divertido brincar com os dados também. Por categoria, “família” foi o vencedor claro (1.011 casos) para mim, seguido por “lugares” (269 casos, com cafeterias sendo a maior subcategoria), “amigos” (259), “colegas de trabalho” da CNN (197) e “experiências” (133). Além disso, “Star Wars” (11) superou tanto a cerveja (10) quanto os livros (8).

Será interessante comparar os totais do segundo ano com estes. Tudo isso está me aproximando da compreensão e lembrando do que sou mais grato.

“Rosas, espinhos e botões” tem feito parte de tantos jantares em família que esqueci onde ouvimos falar disso pela primeira vez. É bem simples: todos na mesa se revezam compartilhando “rosas”, que são algo positivo e feliz em seu dia; “espinhos”, que são o oposto disso; e “botões” para algo que estamos ansiosos e prevemos que será uma rosa. Às vezes, a refeição em família e compartilhar essas coisas em si é uma rosa.

Verdade que o “espinho” não aumenta necessariamente a gratidão — embora ainda seja útil de uma discussão familiar, empatia e perspectiva de resolução de problemas. E se você pode consertar um problema, uma rosa pode crescer no lugar daquele espinho.

Aqui estão nossas descobertas não científicas: Cada vez, descobrimos que temos muitas rosas e botões e geralmente apenas um espinho para compartilhar.

Amigos nos falaram sobre variações efetivas dessa técnica, então um tamanho único não serve para todos. Se a metáfora for muito florida para você, escolha outra.

O importante é se conectar com a gratidão dessa maneira, seja na maioria das noites ou nos finais de semana ocasionais. É também uma maneira fácil para as crianças adquirirem o hábito de agradecer.

Pote da felicidade, uma estratégia popularizada pela autora de “Comer, Rezar, Amar”, Elizabeth Gilbert, é uma espécie de híbrido de diário de gratidão e do “rosas, espinhos e botões”. A ideia é anotar em um pedaço de papel o momento mais feliz do dia e colocá-lo em um pote.

A vantagem de fazê-lo dessa maneira é que, em momentos de infelicidade, você pode pegar os papeis dentro do pote e ser lembrado desses momentos, talvez tornando-se grato por eles novamente.

Gilbert ficou impressionada com quantos de seus fãs compartilharam fotos de seus potes da felicidade decorados (consulte o Pinterest se precisar de inspiração) e como seus momentos mais felizes são “geralmente muito comuns, tranquilos e normais”.

E há outros experimentos para tentar. Você pode definir alarmes ou lembretes no telefone para pausar e pensar em algo pelo qual é grato em diferentes momentos do dia: as manhãs ajudam a definir o tom do dia, e refletir no trabalho pode ser particularmente útil. Você pode gravá-los em um aplicativo para diários de gratidão.

Ou você pode se concentrar apenas no simples ato de agradecer e dizer isso com mais frequência. Vale a pena escrever cartas de agradecimento (ou e-mails, se você quiser ser mais rápido e frequente) para aqueles por quem você é grato. Você também pode expressar gratidão com presentes, flores e favores.

Ou simplesmente faça uma lista de todas as coisas que temos como certas, mas que ficaríamos tão infelizes em perder, como a segurança no emprego, saúde, ver entes queridos. Revise essa lista a cada semana, por exemplo.

Seja qual for a maneira como você começar a infundir sua vida com mais momentos de gratidão, a curto e longo prazo, você será grato por ter feito isso.

Fonte: CNN Internacional

Comentários

Mais lidas