Pedido de Orçamento

Cidade da região tem barreira sanitária para checar estado de saúde de quem chega

Envie seus dados. Nós respondemos!
  • Clique no link abaixo para fazer a verificação antes de enviar o formulário.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Comprar

Cidade da região tem barreira sanitária para checar estado de saúde de quem chega

Para comprar vá até a nossa loja.
  • Localização
  • Horário de Atendimento:
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695

Enviar Mensagem

Envie uma mensagem. Nós respondemos!
  • Clique no link abaixo para fazer a verificação antes de enviar o formulário.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Agendar

  • O agendamento se dará de acordo com a disponibilidade. Retornamos para confirmar.
  •  
  • Ou entre em contato por telefone.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Localização
  • Horário de Atendimento:

Regras

Leia as Regras
  • Se preferir entre em contato com a gente.
  • (14)98839-6695
  • (14)98839-6695
  • Horário de Atendimento:

Guia de Associados

Segmentos
Marília do Bem
  • Conteúdo

menu

COVID-19

Cidade da região tem barreira sanitária para checar estado de saúde de quem chega

Ação em Quatá visa combater disseminação do coronavírus ler

16 de abril de 2020 - 14:21

A prefeitura de Quatá, cidade da região há 100km de Marília, montou uma barreira sanitária na entrada da cidade com o objetivo de evitar a disseminação do coronavírus no município.

A ação da Secretaria de Saúde do município conta com o trabalho de técnicos de enfermagem, seguranças e motoristas de ambulâncias. Ela vai funcionar até a próxima semana, das 7h às 19h.

Os agentes param os carros e verificam a temperatura dos motoristas e passageiros que entram no município. Além disso, fazem perguntas sobre o estado de saúde dos moradores.

Se alguém apresentar febre, será levado para a central de monitoramento da cidade e, caso recuse atendimento médico, não poderá entrar no município.

Comentários

Mais lidas